segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Giant atropelada: Vi a imagem das bikes no chão, não há palavras

Bicis após o atropelamento
O alemão John Degenkolb e o norte-americano Chad Haga foram os mais atingidos no atropelamento de seis integrantes da equipe Giant-Alpecin na tarde deste sábado (23 de janeiro) em Benigembla (Alicante), na Espanha, onde a equipe participava de um training camp.
Degenkolb, vencedor do Milão-San Remo e da Paris-Roubaix na temporada passada, passou por cirurgia na perna e teve uma fratura no antebraço, além de diversos ferimentos. Em sua página no Facebook, o ciclista alemão descreveu que um de seus dedos estava “pendurado”. Já Haga, que teve de ser retirado de helicóptero,  foi operado na região do pescoço e queixo, de acordo com boletim médico, e teve sérias lesões na face. Ambos passam bem.

Os ciclistas Warren Barguil, Fredrik Ludvigsson, Ramon Sinkeldam e Max Walscheid  também sofreram lesões e fraturas, mas sem gravidade, e já receberam alta.

O gerente geral da equipe, Iwan Spekenbrink, em comunicado à imprensa, afirmou que o grupo tinha sete ciclistas e que apenas Soren Kragh Andersen escapou da colisão, quando o carro conduzido por uma motorista britânica invadiu a pista oposta no Km 35 da rodovia CV-720.

“A equipe vai precisar de algum tempo para se recuperar. Somos uma família unida e sei que todos estão se apoiando uns nos outros”, diz Spekenbrink. “Eu sei que acidentes acontecem no ciclismo, todos sabemos, mas a natureza desse acidente não pertence ao esporte. Eu vi aquela imagem das bicicletas no chão e não há palavras para isso”, lamentou.

Via - BikeMagazine
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário