quinta-feira, 24 de abril de 2014

Cicloturismo - Serra da Graciosa/PR x Ilha Comprida/SP_Superagui x Lagamar


A cada pedalada uma recordação o mar, praias desertas, camarão, ostras, vento sul. Elaborei , um relato do que foi a cicloviagem "Expedição Lagamar". Participaram da pedalada: Eber "chef" Boscoli, Mario "tiozim, linguinha" Caseiro, Marlon "papai" Maschio, Luciano "bermuda, filhote" e Dema "gps".

Suco de laranja
Deixamos a capital do velho oeste paulista(P. Prudente/SP) nas primeiras horas da manha(17/04), seguindo para o sul, com destino ao Portal da Serra da Graciosa/PR. A adrenalina deu o ar da graça, quando minha bici soltou do transbike.
! Susto !
Organizando o reboque
1 etapa: Serra da Graciosa x Morretes x Ilha do Mel
Depois do susto, seguimos viagem rumo a serra. Por volta das 16h, chegamos ao portal da Serra da Graciosa. agora sim a começou a viagem. Hora de montar a bici, vestir o fardamento e descer a Graciosa rumo a Morretes/PR.
Tutti buona gente
Chulapa


Merchan
Portal Serra Graciosa/PR



Mais uma
Depois das chapas, hora de começar a girar forte o pedivela. Já nos primeiros km pra variar, ele Mario DATRABALHO deu o ar da sua graça, uma rapida regulagem e voltamos a brincar.
Começou o trabalho
Pedalamos por aproximadamente 14km em asfalto, até chegar ao historico chão de pedras, estrada feita por escravos. Ao chegar no paralelepipedo a chuva começou a cair, e deixou a descida ainda mais emocionante.
Pico do Marubi

Agora no pedal


Neblina e garoa


Chegamos ao ponto X da Expedição, o desmoronamento na serraa e para nossa alegria...transito livre para BICI, viva!
Desmoronamento na serra

Espaço necessário
Restavam 20km(33km no total) para terminar a descida da serra, passamos por ponto historicos como a curva da ferradura.
Contrapeso

Pavés

Flamula

Gent-Wevelgem

Onde parou 

Curva da ferradura

Ponte antiga

Click
A ponte caiu
Após a descida, o  carro de apoio(Fernado Pirapó) já nos aguardava em Morretes/PR, pausa para o primeiro brinde e seguir viagem rumo a Ilha do Mel/PR para encerrar a primeira etapa.
Mistery machine

Organizando a bagagem
Tudo organizado


Depois de organizar toda a bagagem, despedimos do nosso apoio Fernando Pirapo. E a partir de agora só barco e bici. Embarcamos em uma balsa as 22h, com destino Ilha do Mel.
Apos montar acampamento no camping, fomos procurar algo para comer. Por conta do horário poucas opções para matar a fomer, mas conseguimos encontrar uma lanchonete, que foi a alegria da equipe e fechou com chave de ouro o primeiro dia da expedição.
Marujos

Gaiatos no navio

longo caminho até matar a fome
Pra fechar o dia X egg, bacon, calabresa

2 Etapa: Ilha do Mel x Ilha das Peças x Parque Nacional do Superagui x Ilha do Cardoso
O sol nasceu, hora de desmontar acampamento e seguir viagem rumo a  Ilha das Peças/PR.

Separa um lugar nessa areia, nós vamos chacoalhar essa aldeia
Na Ilha do Mel, seguimos por trilhas até a praia do Istmo, onde seu Roni já nos aguardava com seu barco. O barco fez a primeira travessia do dia: Ilha do Mel x Ilha das Peças, O mar calmo deixou a travessia tranquila e os golfinhos foram nossos parceiros até Ilha das Peças/PR
no caminho bem

8 da matina, praia do Istmo

Anfibio

Na proa

Amplo espaço

quase lá

Desembarque Ilha das Peças
Daqui por diante só praias desertas. Aproveitamos o desembarque na Ilha das Peças para reforçar o repelente e protetor solar, para encarar os 14km, até a próxima parada Parque Nacional do Superagui/PR.
bici´s

maiôs

Derrubamos a torre

Mar sempre a direita

ao fundo ilha do mel


Reflexo, reflexão



segunda travessia: Ilha das Peças x Superagui
Novamente seu Roni, o peça chave da expedição nos aguardava para fazer a travessia para o Superagui, onde aproveitamos para realizar uma boooa hidratação, após uma "degastante" pedalada.
Terra a vista

Alegria

Agito!

Cataia e meia caixa

miragem

Café da manha

Manguetown

lá depois da saideira
Os próximos 28km no Parque nacional do Superagui, foram os ultimos em solo paranaense. Seguimos com destino a Ilha do Cardoso/SP.
Reto toda a vida

Carro permitido

Muitos desses pela frente

Pausa pro mergulho

Todo mundo junto

carona

Lado D..dunas

Lado M..mar

A lenda

Mais fundo
Soprando contra o vento sul desgastou o pelotão, o sol forte também nos castigou decidimos parar. 
Eber e Luciano, optaram por cochilar nas areias da praia a sombra da bici. Os demais foram para sombra comer damasco, oferecimento Tiozim!

encalhou


Eber

Luciano

patrão


Marlon

as barcas




Vento contra

Guia hahaha
Foi a ultima parada antes de chegar ao canal da Barra do Ararapira(divisa de estado PR/SP), onde após a ideia...de quem foi a ideia? De ir e vir com pedalando com a maré alta...até que o barco chegou hahaha!
Ao fundo a divisa PR/SP

terceira canoa chegando
Eber na proa
Após a travessia, chegamos na vila do Rapinho, uma pequena comunidade na Ilha do Cardoso. Uma breve pausa para contemplar o final da tarde e uma dose de cataia para seguir viagem. O vento contra foi o maior desafio, mas as praias desertas recompensava o esforço.
Fim de tarde na beira do rio

Voltando para a praia

Reto toda vida


 A chegada na Ilha do Cardoso/SP, foi muito comemorada pela equipe com muita pilsen e sanduíche em seguida hora de montar acampamento.


Em seguida hora mais esperada jantar com boca livre e cama.
Desmontar o acampamento e seguir viagem rumo a  Cananéia/SP, o barco já estava agendado e isso adiantou a Expedição. 

Terceira etapa: Ilha do Cardoso x Cananéia x Ilha Comprida





Carga pesada 
Conforto


Máfia

The trooper
Em Cananéia, uma breve parada e embarcamos na balsa para Ilha Comprida, para a última e mais longa etapa 70km(confira percurso).
Uma parada nos canhões da praça central e uma volta na avenida com os casarões centenários, e embarque na balsa.
beira mar

fila da balsa

Alegria sem fim
Agora degustando uma lager para comemorar a última travessia de barco da nossa expedição. Após desembarcar, seguimos por mais 3km até a praia, onde realizamos uma pausa para degustar alguns quitutes.
Aguardando a vez

sempre reto

Click

Invadindo a praia
 Depois da pausa, seguimos girando forte o pedivela com destino a Ilha Comprida.
Sempre reto

Pausa...bermuda
 Algumas paradas para mergulho e ajustes/adaptação da bagagem.
Bermuda


 Como uma miragem e devido ao sol forte encontramos esse quiosque, onde paramos para hidratação e degustação de ostras.
Miragem

Dando trabalho

A raça

ostrinhas

mascote

sempre reto
De barriga cheia hora de pegar a praia e seguir girando o pedal.
Oferenda

Oferenda 2
 A para fechar a última etapa,um belo banquete foi preparado pelo chef Eber a na areia da praia. Com farto cardapio e muita fome para alimentar os destemidos ciclistas.






Depois do jantar uma fogueira para espantar as mutucas e seguimos até cair a noite para Ilha Comprida.





Comemorando o final da expedição, após mais de 150km uma bela pizza e pilsen para fechar com chave de ouro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário