quarta-feira, 25 de julho de 2012

Pedal para liberdade

Nesta semana, o site da CNN publicou uma notícia interessante que tem a ver com o sistema carcerário brasileiro: detentos do presídio de Santa Rita do Sapucaí (MG) agora contam com a opção de pedalar uma bicicleta estacionária para reduzir suas penas.
A ideia partiu do juiz José Henrique Mallmann, enquanto ele pesquisava na internet sobre energia limpa e sem custo.
O detento Ronaldo Marcelo Wanderlei da Silva é um dos que já participam da iniciativa, e estima-se que cerca de 80% dos presidiários do país fariam o mesmo. Além de se exercitar com as pedaladas, Ronaldo carrega baterias de carro ligadas à bicicleta, que posteriormente são usadas para iluminar as luzes da cidade. Por enquanto, há quatro bicicletas disponíveis, que geram energia para dez lâmpadas da rua e 34 lâmpadas da praça.
“Aprendi sobre o projeto e então entendi o quanto importante é para a cidade”, disse Ronaldo, que cumpre pena de cinco anos e meio por assalto. A cada 16 horas pedaladas, há redução de um dia de penitência. Assim, desde que começou a pedalar, há cerca de dois meses, Ronaldo diminuiu em 20 dias seus dias como detento.
O assunto pode gerar polêmica, mas é no mínimo curioso saber que alguém que faz parte das estatísticas de criminalidade hoje colabora diretamente com a segurança da cidade.

Fonte: Go Outside

Nenhum comentário:

Postar um comentário