quinta-feira, 22 de março de 2012

Mais espaço para BICI


Atropelamentos de ciclistas não é nenhuma novidade nas grandes cidades.
No “Blog do Planeta” , por exemplo, já foi registrado o desabafo de um ciclista atropelado, e até o caso de uma discussão em que o motorista de um ônibus disse à ciclista: “você vai morrer, eu vou apenas assinar o B.O.”. Mas parece que, ultimamente, esses acidentes estão ocorrendo com maior freqüência, e a sensação de insegurança de quem quer usar a bicicleta nas ruas é cada vez maior. O que fazer para reverter esse quadro? A saída encontrada por um grupo de ciclistas do Rio de Janeiro foi a conscientização.

A história começa com o professor de educação física Walter Tuche, dono de uma assessoria esportiva no Rio. Ele conta com um grupo grande de ciclistas que treina regularmente, e não raro enfrenta problemas no trânsito. “A gente convive bem com os carros, que no nosso horário de treino já estão acostumados. Mas de vez em quando tomamos um susto”, diz.
O primeiro passo foi buscar uma parceria com a prefeitura. “Conseguimos, junto com a prefeitura, colocar placas para horários preferenciais em algumas faixas, entre os horários de 5h30 a 6h30 da manhã”. A parceria funciona, mas não é suficiente. Walter conta que, ultimamente, viu aumentar os casos de acidentes envolvendos ciclistas. Mas também notou que algumas pessoas estavam fazendo campanhas nas redes sociais para tentar consicentizar os motoristas. Foi aí que surgiu a ideia de fazer garrafas d’água, dessas usadas por atletas, e distribuí-las a motoristas, espalhando uma mensagem de bom convívio entre carros e bikes.
A arte foi feita pelo seu colega Igor Quintella, que trabalha em uma agência de publicidade e também faz parte do grupo. Inicialmente, serão 200 garrafas distribuídas gratuitamente para motoristas, especialmente de ônibus, vans e caminhões. Walter espera que as garrafas estejam prontas até o final do mês, para começar a distribuição em abril. “Queremos que o motorista acabe se sensibilizando com a ideia, para tornar o ambiente mais seguro para todos”, diz. A mensagem é simples: tudo o que o motorista precisa fazer é manter a distância entre as bicicletas. No trânsito, o respeito serve não só para manter um ambiente saudável, mas também pode salvar vidas

Fonte: Vá de Bici

Nenhum comentário:

Postar um comentário